O roqueiro Jon Bon Jovi que nos últimos 30 anos é vocalista da banda que leva seu nome, disse em entrevista para o jornal The Sun, nesta quinta-feira (29) porque recusou o convite para ser jurado do reality X Factor.

“Convidaram-me no ano passado, mas não é para mim, porque eu tenho um trabalho. Estamos ocupados. É difícil para certas pessoas talentosas, porque eles são empurrados para um holofote enorme, então eles ganham essas coisas e eles devem ter um registro que está em pé de igualdade com os grandes (talentos)”, disse o cantor.

E explicou: “Eu tinha 23 anos quando compus meu primeiro disco. Eu desenvolvi minha carreira em bares, eu nunca teria vencido qualquer um desses concursos. Você os vê lá e eles podem cantar uma nota alta e depois de um ano depois que eles são uma questão trivial”.

Ele está com 50 anos e disse sobre sua boa aparência. “São bons genes. Eu não sou o cara que usa loções e poções. Eu nunca pensaria em cirurgia, meus peitos são grandes o suficiente. Eu não vejo a necessidade”, brincou. “Eu também trabalho como um louco e amo correr. Eu corro de 8 a 10 quilômetros por dia. Ninguém me reconhece, eu corro como um homem velho”.

E reconhece o vício: “Eu sou muito fissurado em vinho. Essa é a minha bebida. Esse é o meu vício”.

Bon Jovi, por fim, se reconhece um romântico: “A verdade é que eu tenho muita sorte. Eu tenho uma ótima mulher (Dorothea) que ainda me ama e percebi isso desde a primeira vez que a vi. Eu costumo acordar em estado de choque (no dia dos namorados) porque costumo esquecer (a data). Eu não acho que tem que ser um dia, são todos os dias. Eu não preciso comprar um presente naquele dia e, em seguida, ser um idiota para os outros 364 dias do ano”.

Sem mais artigos