A ideia de uma superluta entre Jon Jones e Chris Weidman, pedido de alguns fãs de MMA após a nova derrota de Anderson Silva, vai demorar muito para acontecer (e se ela for acontecer). Atual campeão dos meio-pesados, Bones afirmou nesta semana que não considera o compatriota um adversário digno de uma superluta ainda, após apenas uma defesa de cinturão dos médios, e mira um combate contra Cain Velásquez, campeão dos pesados do UFC.

“Muitas pessoas estão começando a mencionar o nome do Chris Weidman comigo, e eu acho que, para ser uma superluta, Chris Weidman tem que tornar seu nome um pouco maior e provar algo contra outros campeões mundiais. Com isso dito, acho que Cain Velásquez é o único cara que seria realmente considerado uma superluta”, afirmou Jones, em entrevista ao programa Inside MMA, do canal de TV americano AXS TV.

Dono do cinturão dos meio-pesados desde março de 2011, Jones já tornou público seu desejo de subir de categoria no futuro e enfrentar Velásquez.Porém, o americano disse, em sessão de perguntas e respostas com fãs antes da pesagem do UFC 169, na última semana, que pretende enfrentar Glover Teixeira, Alexander Gustafsson e Daniel Cormier antes de mudar de divisão.

Aos 26 anos de idade, Jones voltará ao octógono contra o brasileiro Glover Teixeira, no UFC 172, dia 26 de abril, em Baltimore, Maryland.

Sem mais artigos