Michele foi chamada de "vaca" por Gentili

Arquivo pessoal Michele foi chamada de “vaca” por Gentili

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) decidiu reduzir em R$ 120 mil a indenização que Danilo Gentili, Marcelo Mensfield e a TV Bandeirantes devem pagar à técnica de enfermagem Michele Maximino, conhecida por já ter doado mais de 400 litros de leite materno. Ela foi chamada de vaca pelo humorista no programa Agora é Tarde , da Band, em 2013.

Michele, que iria receber R$ 200 mil, agora terá direito a R$ 80 mil, de acordo com decisão protocolada nesta quarta-feira (12). A pernambucana chegou a contar em 2016 que, mesmo três anos após o caso, recebia fotos, ligações e mensagens obscenas pelas redes sociais por conta da “piada”.

A primeira indenização foi determinada pela juíza Regina Célia de Albuquerque Maranhão, da 2ª Vara Cível de Olinda, que julgou o pedido procedente.

Danilo Gentili no 'Agora é Tarde'

Divulgação Danilo Gentili no ‘Agora é Tarde’

A redução na multa não agradou a família, que irá recorrer ao Supremo Tribunal de Justiça, última instância. “A decisão foi equivocada. Se a justiça tem caráter educativo, como evitar que o Danilo volte a atacar outra pessoa com uma indenização tão pequena? Os réus são Rede Bandeirantes, Danilo Gentili e Marcelo Maesfield, R$ 80 mil dividido para os três é pouco mais de 26 mil, ferindo o princípio da razoabilidade do direito. Vamos recorrer ao STJ. Os advogados vão formular a apelação e vamos dar entrada ainda esse mês”, disse Ederval Trajano, marido de Michele, ao G1.

Gentili chamou a técnica de enfermagem de vaca na TV aberta em 2013. Ele também a comparou ao ator Kid Bengala. Os acusados não se manifestaram sobre a decisão.

Sem mais artigos