O documentário “Framing Britney Spears” tem impactado a audiência ao analisar a carreira da estrela pop e dar uma visão mais ampla do assédio monstruoso que ela sofreu da mídia por décadas. Um assédio conhecido de perto por Kim Kardashian.

A empresária contou nesta sexta-feira (5), nos Stories do Instagram, que finalmente assistiu à produção e criou uma empatia ainda maior pela cantora, pois sabe como a mídia pode “traumatizar e destruir até mesmo a pessoa mais forte”.

“Não importa quão pública a vida de alguém possa parecer, ninguém merece ser tratado com tamanha crueldade ou julgamento por entretenimento”, criticou Kardashian.

Ela então relembrou como foi atacada por diversos veículos de comunicação após ganhar peso na gestação de North, sua primeira filha. As manchetes contínuas a fizeram se sentir insegura a ponto de não conseguir sair de casa.

“Quando eu estava grávida de North sofri com pré-eclâmpsia, que me fez inchar de forma descontrolada. Eu ganhei 27 quilos e dei à luz seis semanas antes. Eu chorava todo santo dia pelo que estava acontecendo com meu corpo, principalmente por causa da pressão de ser constantemente comparada ao que a sociedade considerava uma grávida saudável – e por ser comparada pela mídia à baleia Shamu”, descreveu Kim em seus Stories.

Ela contou que olhar suas fotos nas publicações a deixavam insegura e com medo de nunca conseguir retomar seu corpo pré-gravidez. Segundo Kim, ela era humilhada “semanalmente” por veículos de comunicação. E essas publicações, relatou, fizeram com que se sentisse tão insegura a ponto de não conseguir sair de casa por meses: “elas realmente me destruíram”.

Os sentimento de “frustração e vergonha” foram transformados em “motivação”, de acordo com a estudante de direito, mas deixaram marcas profundas em sua saúde mental.

“Espero que todos os envolvidos neste ramo de envergonhar e fazer bullying com as pessoas a ponto de destruí-las reconsiderem [suas atitudes] e tentem mostrar um pouco de compreensão e compaixão. Vocês não sabem o que uma pessoa está passando nos bastidores”, escreveu Kim.

Em seguida, a empresária compartilhou dezenas de manchetes publicadas durante sua primeira gravidez, que deveria ter sido “a fase mais feliz da vida”. Os textos chamam a atenção para o ganho de peso da socialite e um deles até afirma que Kanye West teria flertado com uma “loira sexy”, enquanto a esposa tinha “levado um pé na bunda com 90 kg”.

Em outra matéria, a revista You comparou os corpos de Kate Middleton e Kim Kardashian, ambas grávidas em 2013.

Batalha das barrigas: “Kate, a abandonada vs. Kim, a baleia”, diz a manchete

Sem mais artigos