Ao colocar fogo na antiga casa de Nicole (Marina Ruy Barbosa), Leila (Fernanda Machado) acabará morrendo queimada. A atriz contou em entrevista para o jornal Extra, nesta terça-feira (07), que sente em se despedir da personagem que a tem consumida, até a voz ficou rouca, e sobre como a vê na trama de Walcyr Carrasco.

‘Por mais maluca que seja, tem um deboche na personagem. E o público entende e gosta disso. É engraçado, porque, nos bastidores, a gente brinca: ‘Leila vai virar churrasquinho’”, diz a atriz.

Ela conta também que ficou triste quando leu as cenas da morte de Leila: “Quando recebi as últimas cenas, mandei um e-mail para o meu empresário, e ele brincou: ‘Às vezes ela volta como fantasma’. Se ela voltar, vai tocar o terror. Mas acho que isso não acontece, não”.

E finaliza que, mesmo com as mudanças da trama quando Marina Ruy Barbosa não cortou seu cabelo pois sua personagem tinha câncer, foi muito positivo interpretar Leila: “Foi muito legal, independentemente das mudanças que aconteceram. Ela é ambiciosa, maluca, totalmente inconsequente. Leiloca me trouxe muita coisa boa, é um papel que qualquer uma gostaria de fazer. Sempre achei que ela tinha que terminar trabalhando, porque é o que mais odeia fazer. Mas essa morte é uma maneira trágica de mostrar que ela não tinha salvação. No final, fica claro que Leila era doente”.

‘Leila vai virar churrasquinho’, diz Fernanda Machado sobre fim de sua personagem

Sem mais artigos