Lilia Cabral participou do programa de Fernanda Young, Confissões do Apocalipse, do canal pago GNT, que irá ao ar nesta sexta-feira (10), e falou sobre assuntos relacionados à carreira e vida pessoal.

Questionada pela apresentadora se o motivo do sucesso de seu casamento com o economista Ivan Figueiredo é por ele não exercer a mesma profissão que a sua, a atriz respondeu: “A gente não pode dizer que casar com gente do meio não dá certo, ou que o bom é casar com gente que não seja. Vejo muitos casamentos sólidos e felizes com gente do meio artístico. Assim como também vejo os de fachada”.

Ela também falou sobre momentos difíceis que passou em sua vida, principalmente com a perda dos pais: “Sofri bastante. Minha infância foi sofrida. Minha adolescência também. Perdi minha família toda (ela era filha única). Fiquei muito defasada de família. Ao mesmo tempo, construí outra!”.

Fernanda ainda elogiou o fato de Lilia não usar sua beleza para se dar bem na carreira. “Me vejo com a necessidade de me destrinchar como atriz, e não como mulher”, comentou a intérprete de Griselda, na trama de Aguinaldo Silva, Fina Estampa (2011).

Exatamente por esse pensamento, a atriz recusou o convite para realizar um ensaio nu, quando fazia a novela Vale Tudo, no papel de Aldeíde Candeias em 1988: “Não me vejo como essa mulher. Não tenho nada contra, mas não sei me colocar nessa posição”.

Sem mais artigos