Nesta quarta-feira (19), a atriz Lindsay Lohan deixou algemada o tribunal em Los Angeles, onde ocorreu a audiência para avaliar o cumprimento do serviço comunitário a que ela foi condenada por furtar um colar no início do ano, nos Estados Unidos. O site TMZ acompanhou de perto o caso e afirmou que um novo julgamento foi marcado para o próximo dia 02 de novembro. Caso condenada, a loira pode pegar até um ano e meio de prisão.

De acordo com a juíza do caso, Stephanie Sautner, Lohan foi responsável por ter sido expulsa do Downtown Women’s Center, instituição onde deveria cumprir sua sentença. LiLo teria faltado nove vezes ao trabalho, sendo que na única vez que foi, ficou apenas uma hora em vez de quatro, como havia sido ordenado.

Stephanie ficou perplexa ao ler em um relatório do Departamento de Condicional, que a atriz não se sentia “realizada” com o trabalho no Downtown Women’s Center. “Realizada? É trabalho”, afirmou a juíza visivelmente contrariada.

Até a próxima audiência, Lindsay terá de encarar 16 horas de trabalho limpando o chão de um necrotério. Sautner também ordenou que LiLo pague R$ 175 mil de fiança por entender que a moça quebrou sua condicional.

Sem mais artigos