Após a separação do marido Eike Baptista, Luma de Oliveira enfrentará novamente a Justiça.

A atriz terá que pagar uma indenização à Haru Perfumaria e Cosméticos e a outras 9 empresas por quebra de contrato.

A empresa da modelo, FLX Consultoria e Franchising Ltda., foi acusada de falhar na divulgação da marca Clarity e condenada a indenizar dez ex-franqueadas ligadas a ela.

O Superior Tribunal de Justiça rejeitou o recurso de Luma contra a decisão e condenou a FLX a pagamento por danos morais e materiais, entretanto, o valor da indenização não foi definido até o momento.

Luma de Oliveira vai brilhar novamente no carnaval carioca

Revista prepara o contra-ataca no caso Luma de Oliveira!

Sem mais artigos