Ex-garota de programa, Rachel Pacheco, mais conhecida como Bruna Surfistinha, falou em entrevista publicada no jornal Folha de São Paulo desta sexta-feira (25), sobre os tempos em que se prostituía. “Eu não tinha sensualidade, não era uma adolescente bonita, mas me destacava por ser menos prostituta que as outras. Foram três meses até que eu me entregasse à Bruna”, disse ela, que atualmente é casada com um ex-cliente.

“Quando eu era Raquel, ia ao cinema no Shopping Paulista. Quando virei Bruna, passei a ir no Morumbi Shopping”, declarou ela, que se diz nostálgica dos velhos tempos. “Não sinto falta da prostituição em si, mas dessa sensação de liberdade. Eu não tinha ninguém, mas não tinha cobrança”, explicou ela à publicação.

Nesta sexta-feira (25) estreia nos cinemas o filme baseado na história de vida de Bruna Surfistinha, no qual Deborah Secco interpreta a vida da ex-prostituta nas telonas.

Sem mais artigos