Os tiroteios no Rio de Janeiro estão causando um verdadeiro caos. Com medo da violência, os cariocas
estão mudando a rotina e pensando duas vezes antes de sair de casa.

Lembra que Virgulando noticiou o cancelamento da festa de aniversário do filho de Carolina Dieckmann, David, devido ao troca-troca de tiros nas favelas?

A apresentadora Angélica também teme pela sua segurança e quase adiou o lançamento de uma linha de jóias pela mesma razão.

“Me sinto uma prisioneira dentro da minha própria cidade” é o que muita gente está pensando lá no Rio. Esta frase é da atriz Cissa Guimarães, que, como a maioria dos artistas, está morrendo de medo da violência no Rio de Janeiro.

“Apesar de morar na Gávea e meu filho mais novo estudar pertinho de casa, ele não foi na escola dois dias”. E essa não foi a única preucação que a atriz tomou. Cissa, que está no ar com a novela Malhação , quando está gravando nos estúdios da Rede Globo, o PROJAC, mantém um contato constante com a central de jornalismo da emissora para saber como está a situação nos morros.

“Antes de sair daqui ontem, liguei e verifiquei. Hoje vou fazer o mesmo, talvez eu vá para casa por outro caminho.” Pequenas aittudes que garantem uma certa segurança, mas de certa forma nos torna reféns. “Eu perdi o meu direito de ir e vir. E isso está garantido pela Constituição” acrescentou à atriz.

A polícia do Rio está nas ruas para “proteger os cidadãos”, mas isso não levou embora o medo. Cissa acredita que tudo vai melhorar. “Não me sinto protegida. Parece uma guerra civil”.

Mesmo com toda esse rebuliço, Cissa Guimarães não pensa em mudar do da Cidade Maravilhosa. “Eu tenho muito esperança” desafou.

Cissa levantou uma questão muito importante, segundo ela a violência que estamos presenciando no Rio de Janeiro é o efeito de uma urbanização mal planejada. Toda cidade grande padece disso.

Carolina Dieckmann cancela o aniversário do filho!

Leia o depoimento de quem estava no Rio no dia do tiroteio!

Sem mais artigos