Meryl Streep, de 65 anos, alcançou em 2015 sua 19ª indicação ao Oscar e em 2016 chegará a sua 20ª nomeação. Isso a gente já sabe, resta saber por qual filme. A aposta do Virgula Famosos é para Ricki and the Flash, que estreia em agosto nos EUA (setembro no Brasil). Por que? “Há penas” porque temos Merylzinha como “uma estrela da velha guarda do rock que tenta se aproximar de seus filhos afastados”. Esqueça a classe de O Diabo Veste Prada, e aprecie esta rock star, de 65 anos, sambando na cara da sociedade (a imagem foi divulgada pela revista Peopleaqui). Ela pode, ela sabe disso. Quantos Oscars essa princesa merece?

 

Mas não é só isso

Merylzinha das guitarras (ela aprendeu a tocar para filmar, tá meu bem? Olha aqui) já é motivo suficiente para tirarmos a bunda do sofá e correr para o cinema mais próximo, mas não é só isso. No longa, a diva de Hollywood contracenará com sua filha na vida real fazendo papel de sua filha na telona (Inception feelings?).

Mamie Gummer ao lado da mamãe Meryl Streep

Mamie Gummer ao lado da mamãe Meryl Streep

 

O roteiro é de Diablo Cody, a escritora de Juno (2007).

E a direção? Nada menos do que Jonathan Demme, o responsável pelo suspense O Silêncio dos Inocentes (1991, recebeu 5 Oscars), o drama pioneiro ao retratar a AIDS Filadélfia (1993, levou 2 Oscars) e pelo excelente documentário (que na verdade é um show muito bem filmado – e o que mais poderíamos desejar?) da banda Talking Heads  chamado Stop Making Sense (1984).

Mas o que é que essa mulher quer?

Pô, o que essa mulher quer? Aparecer na Oprah Winfrey apresentando o cômodo de sua casa onde guarda os seus 358 Oscars?

Doar uma estatueta para Leonardo DiCaprio, porque “Ele precisa mais do que eu”?

Meryl, nós te amamos <3

Sem mais artigos