Mila Kunis falou sobre o sexismo em Hollywood

Divulgação Mila Kunis falou sobre sexismo em Hollywood

Mila Kunis revelou ter sido ameaçada por um produtor de Hollywood após recusar posar seminua para a divulgação de um filme. Aos 33 anos, a atriz fez a revelação em um texto publicado no site de seu marido, Ashton Kutcher, onde defende a igualdade de direitos entre homens e mulheres e denuncia o sexismo na maior indústria de cinema do mundo.

Segundo Mila, o diretor ordenou que ela fizesse o ensaio sensual para uma revista, e disse que ela jamais faria sucesso novamente caso não obedecesse o que ele estava dizendo. Kunis enfrentou o profissional e rejeitou a ordem. “Me senti objetificada e pela primeira vez na minha carreira eu disse não. E quer saber? O mundo não acabou. O filme fez bastante dinheiro e depois participei de outro projeto, depois outro e mais outro”, contou ela.

Mila continuou denunciando a forma como o machismo dificultou o início de sua trajetória na carreira de atriz. “Ao longo da minha carreira houve momentos em que foi insultada, escanteada, recebi menos, fui criativamente ignorada e desmerecida por causa do meu gênero. Fui ensinada que é preciso jogar com a regra dos garotos para uma mulher se dar bem nessa indústria. Mas quanto mais trabalho, mais vejo que isso é uma imensa besteira”.

As palavras dela foram compartilhadas por Ashton no seu Facebook. “Tenho muito orgulho da minha esposa por se posicionar. O esforço para enfrentar desigualdade de gêneros é uma batalha que depende de todos nós”, escreveu ele.

Sem mais artigos