Os escândalos envolvendo o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, ganharam um novo capítulo com a confissão da garota de programa Nadia Macri, que revelou ter participado de uma orgia com o polêmico político. Pelo programa, ocorrido há dois anos, Berlusconi pagou cerca de 10 mil euros para as mulheres que lá estiveram.

A revelação foi feita a promotores de Palermo – quinta maior cidade da Itália – durante recente interrogatório que foi publicado nesta quinta-feira (04) pela mídia local.

Nadia confirmou a participação de 30 mulheres, muitas ainda nem maiores de idade, em uma festa na mansão do premiê em Arcore, perto de Milão. Segundo a modelo, maconha foi o que não faltou na celebração do grupo.

As festas de Berlusconi já viraram folclore popular em todo o mundo. No currículo, o primeiro-ministro conta com a acusação de relações sexuais com menores, diversões com prostitutas e liberação de garotas da prisão por livre arbítrio.

Sua ex-mulher pediu divórcio ao saber da presença dele no aniversário de 18 anos de Noemi, uma aspirante a modelo que chamava Berlusconi de “papà”.

Modelo revela orgia na casa de Berlusconi

Sem mais artigos