Em um texto no blog #AgoraÉQueSãoElas, ligado ao jornal A Folha de S. Paulo, a figurista Susllem Tonani acusou o ator José Mayer de assédio sexual. No relato, ela afirmou que: “em fevereiro de 2017, dentro do camarim da empresa, na presença de outras duas mulheres, esse ator, branco, rico, de 67 anos, que fez fama como garanhão, colocou a mão esquerda na minha genitália. Sim, ele colocou a mão na minha buceta e ainda disse que esse era seu desejo antigo”.

Desde então, houve um protesto por parte das funcionárias da TV Globo contra o assédio enfrentado pelas mulheres diariamente, José Mayer foi afastado de suas funções e admitiu o que fez em uma carta, que serviu como “pedido de desculpas”. Além disso, surgiram muitas especulações sobre Su Tonani ter retirado a queixa feita na polícia e até um boato de que ela seria amante do ator global.

O ator foi acusado de assédio por uma figurinista da Globo em março. A jovem de 28 anos relatou a ocorrência através das redes sociais e disse que ele chegou a agarrar suas partes íntimas sem sua permissão.

TV Globo/Divulgação O ator foi acusado de assédio por uma figurinista da Globo em março. A jovem de 28 anos relatou a ocorrência através das redes sociais e disse que ele chegou a agarrar suas partes íntimas sem sua permissão.

Agora, a figurinista resolveu falar sobre o assunto e usou novamente o blog #AgoraÉQueSãoElas para isso. Em seu novo texto, ela afirma que nunca prestou queixa contra José Mayer e que não foi amante do ator. Além disso, pede que as pessoas deixem ela voltar a ser ela mesma.

“Não, eu não fui amante de José Mayer. Declaro que não fiz acordo com nenhuma parte envolvida e muito menos recebi algum dinheiro. Não fui demitida da Rede Globo. O meu contrato, como o previsto, se encerrou com o final da novela. Declaro que não retirei queixa contra José Mayer pelo simples fato de que nunca a fiz. Eu fui vítima de assédio sexual. E agora estou sendo vítima novamente. Das especulações que colocam dúvidas sobre a minha dor. E me fazem revivê-la”, afirmou.

“Nossa cultura machista culpa a mulher, a vítima, pela violência vivenciada. É isso que corre as redes. É o que passa pelo boca a boca. É o que passeia por nossos aplicativos de relacionamento. É o que é impresso nos jornais. A história da mulher sedutora, agora passional e vingativa. Da mulher que mereceu. Da amante rejeitada. Essa é a história que o mundo machista gosta de contar. E que nos acostumamos a aceitar como versão mais plausível. Saiba: essa prática nos desempodera. Nos revitimiza. E neste momento é como me sinto. Me sinto vítima novamente. Vítima de quem, agora?”, questionou.

mexeu-com-uma-mexeu-com-todas

Além disso, Su fala que foi questionada pela polícia por não querer depor sobre o caso. “Dentre as intimações que recebi do delegado havia a informação de que eu estaria cometendo crime de desobediência por não depor. Como se neste tipo de crime a decisão de abrir um inquérito é exclusiva da vitima? Se eu assim quisesse, o ideal não seria uma delegadA? Temos as delegacia de atendimento às mulheres para isso, não?!”, disse.

“Me sinto interrogada inescrupulosamente. Mesmo sem prestar queixa nenhuma. Quantas vezes terei de pedir para respeitarem o meu não? E quantas não se identificarão tristemente e optarão pelo silêncio ao ver o escrutínio sob o qual me vejo agora? Sinto que a minha história teve começo, meio e fim. Terminou na terça à noite, 04 de abril de 2017, com um pedido de desculpa da Rede Globo e uma carta de confissão do José Mayer, ambos lidos no Jornal Nacional. Senti que tive a justiça que desejava. Pouco creio que a punição criminal para o meu caso tenha alcance maior que já tivemos. Mais potência. Seja mais transformadora”, afirmou Su Tonani.

A figurinista disse também que tinha certeza que o processo criminal é o caminho mais apropriado e que estimula outras mulheres a fazerem isso, porém, no seu caso, ela sente que teve sua justiça. “Em circunstancias diferentes da minha, é claro que o mais apropriado é um processo criminal e cível. Estimulo sim, todas as mulheres a levarem seus casos às autoridades, demandarem a devida atenção e buscarem a aplicação da lei. Mas acredito que obtive a justiça que queria e me sinto contemplada. Tive meu desejo desrespeitado uma vez. Isso me fez vítima. Quero deixar de sê-lo e seguir. Será que dessa vez minha vontade será respeitada?”, perguntou.

Funcionárias da TV Globo fizeram protesto contra assédio

Reprodução/Instagram Funcionárias da TV Globo fizeram protesto contra assédio

“O silêncio. É o que eu quero. Não o silenciamento coercitivo. O silêncio que eu escolho. A minha vida de volta. Qualquer versão diferente da que eu emiti neste mesmo blog e da que emito agora é mentirosa. E essas mentiras ferem, não só a mim, mas a todas as mulheres que batalham por sua voz. Queremos falar e calar quando bem entendermos. Nos concedam esse direito”, pediu.

Su Tonani, então, finaliza: “Me orgulho de ter contribuído como pude para isso. E agora quero seguir. Reservo a mim o direito de encerrar esse assunto. Chego ao final da minha jornada. Estou no limite da minha capacidade emocional de seguir na linha de frente dessa luta. Peço que respeitem os meus limites, violados anteriormente, quando tudo isso começou. Outras podem assumir a frente dessa luta. E eu me comprometo a sempre apoiá-las, assim como fui apoiada por tantas”.

Para ler o texto completo, é só clicar aqui.

Relembre famosos acusados de assédio

Foi acusado de assédio sexual pelo ator Anthony Rapp. O caso aconteceu em 1986, quando Anthony tinha apenas 14 anos, e Spacey 26 anos
Ben Affleck disse estar indignado com o que aconteceu com o produtor Harry Weinstein. Porém, o próprio ator foi acusado de assediar uma mulher. Em 2000, Affleck apalpou o seio da atriz Hilarie Burton durante uma entrevista à MTV. Affleck pediu desculpas por
É um dos produtores mais poderosos de Hollywood. É acusado de uma série de abusos sexuais. O escândalo começou a surgir no dia 5 de outubro de 2017. Atrizes famosas como  Ashley Judd,Rose McGowan, Angelina Jolie e Gwyneth Paltrow corroboram com as denúncias
Uma assistente de dentista disse que Charlie Sheen teria arrancado sua roupa e apalpado seus seios
Terry Richardson vem sendo acusado de assédio sexual por diversas modelos há alguns anos. A modelo Emma Appleton chegou a publicar, em 2014, uma troca de mensagens onde o fotógrafo promete que a colocria na Vogue em troca de sexo
Maria Lúcia Gonçalves, empregada doméstica, denunciou Tiririca por assédio sexual, em junho de 2017. Advogados do deputado afirma que Maria Lúcia tentou extorquir a família ao ser demitida. Nada foi julgado ainda
Em 2014, cerca de 40 mulheres vieram à público dizer que haviam sido dopadas e estupradas pelo ator
 O ator foi acusado por fãs de assediá-las, porém, nenhuma delas registrou boletins de ocorrência e o caso ficou por isso mesmo
O ator foi acusado de assédio por uma figurinista da Globo em março. A jovem de 28 anos relatou a ocorrência através das redes sociais e disse que ele chegou a agarrar suas partes íntimas sem sua permissão.
A youtuber Carol Moreira entrevistou o astro Vin Diesel durante a Comic Con Experience, em 2016. Na ocasião, a entrevistadora se mostrou completamente desconfortável com uma série de cantadas passadas pelo ator no meio da conversa. Ele chegou até a chamá-la para almoçar e a interrompeu três vezes para falar de sua aparência
O funkeiro foi alvo de acusação de uma repórter do iG, que diz ter sido assediada por ele durante uma entrevista, gravada em áudio e vídeo. A jornalista alega que, durante a conversa, ele a chamou de
Ex-governador da Califórnia, o ator já foi acusado de assédio por mais de 15 mulheres. Entre elas, está a atriz Rhonda Miller. Em 2004, ela tentou entrar com uma ação contra Schwarzenegger, mas teve seu pedido negado pelo juiz sob a alegação de que
O irmão de Ben Affleck não é lá muito famoso, exceto por uma ocasião em 2010, quando foi acusado de assédio por duas mulheres, que faziam parte da produção de um documentário que ele estava gravando. Juntas, as ações movidas totalizavam mais de US$ 4 milhões em indenização.
Problemático, Christian Slater já enfrentou uma série de polêmicas judiciais. Entre elas, uma acusação de assédio sexual chegou à mídia em 2005. Uma mulher alegou ter sido apalpada por ele em uma loja de Manhattan.
Na série 'Bones', da qual era protagonista, Boreanaz foi alvo de uma acusação vinda de uma figurante, Kristina Hagan, que afirmou que o ator havia lhe prometido um papel melhor na série para, logo em seguida, passar a lhe enviar mensagens e fotos com conteúdo abusivo, até o assédio se tornar físico, quando, sob pressão, a jovem topou encontrá-lo.
Robert Rey foi acusado de assédio pela jornalista Amanda Binato, que, durante o programa 'Sexo a Três', onde ela era produtora e Rey apresentador, afirmou ter tido seu bumbum apalpado por ele nos bastidores.
O ator, famoso como Desmond na série 'Lost', sofreu uma acusação vinda de uma companheira da produção do programa. Na ocasião, a profissional afirmou que ele apalpou seu bumbum, seus seios e a beijou enquanto eles trabalhavam juntos na produção da série, em 2007. Um processo confidencial fechou um acordo entre os envolvidos.
O Boromir da trilogia 'Senhor dos Anéis' chegou a ser preso em 2010 após uma acusação de assédio vinda de sua ex-mulher, Georgina Sutcliffe. O ator foi liberado logo em seguida.
O astro dos filmes de ação enfrentou não só acusações de assédio sexual, como também de tráfico de mulheres. Uma ex-assistente afirmou que o ator a tratava como
Daniel Echaniz se envolveu em uma polêmica que chocou os telespectadores do 'Big Brother Brasil' em 2012. Na ocasião, após uma festa na casa, o ex-BBB foi para a cama com Monique Amin, que estava visivelmente alcoolizada e possivelmente desacordada enquanto o modelo supostamente toca suas partes íntimas. O vídeo do momento, utilizado pela Globo como razão para expulsá-lo do programa, foi amplamente divulgado nas redes sociais. Em março do mesmo ano, porém, após um processo ser aberto, Daniel negou o suposto abuso e Monique afirmou em entrevista que o ato foi consensual.

"Não fui amante de José Mayer", diz figurinista da Globo que sofreu assédio sexual

Sem mais artigos