“Ele é o colosso, eu não largo o osso / E de quem eu já virei fã / Ele é o colosso que vem me acordar de manhã… ”, com estes versos, da canção Eu Não Largo o Osso, interpretada pelas Paquitas, estreava, há exatos 21 anos, a TV Colosso. O ano era 1993, e o programa matinal sucedia o Xou da Xuxa, que comandava as manhãs da emissora desde 1986.

Apesar de ser estrelado por pelúcias gigantes de cachorros, alguns humanos famosos estavam por trás do programa que fez sucesso na TV Globo até ser substituído por Caça Talentos, em 1997.

O programa infantil foi criado por Boninho (diretor de programas como BBB, Mais Você e TV Globinho) em parceria com Luiz Ferré Roberto Dornelles. No entanto, era no time de escritores, que a TV Colosso escondia seu maior trunfo. Entre os nomes, nada menos do que os cartunistas Angeli, Glauco e Laerte, que, na época, tinham um projeto de HQ juntos denominado Los 3 Amigos. Laerte foi ainda, até 1995, responsável pela redação final da atração.

Os personagens, eram uma história à parte. Cheios de referências, havia espaço até para o âncora do Jornal Colossal, Walter Gate (uma alusão ao escândalo político estadunidense Watergate, ocorrido em 1972 e que culminou com a renúncia do então presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon).

Outro personagem curioso, era o Thunderdog, cão que apresentava videoclipes e que era inspirado em Luiz Thunderbird, que na época estava na TV Globo e comandava o programa TV Zona. O apresentador chegou a participar, em carne e osso, do longa Super Colosso, de 1995, que também tinha os humanos Luana Piovani, Marcelo Serrado e Camila Pitanga, entre outros.

A estrela da TV Colosso, no entanto, era a produtora Priscila, cuja a voz era emprestada da dubladora Mônica Rossi. Talvez essa não seja uma pessoa familiar a você, mas sua voz deve ser. Ela também costuma dublar, no cinema, atrizes como Cameron Diaz, Sharon Stone, e Queen Latifah.

Outras vozes conhecidas da TV Colosso são a de Marco Ribeiro (que fazia Castilho, o namorado chato de Priscila) e Mário Jorge de Andrade (que emprestava sua voz ao cão pau-para-toda-obra do programa, Gilmar).

Marco Ribeiro é a voz brasileira do Xerife Woody, de Toy Story e do tartaruga ninja Raphael, no cinema. Ele também já dublou atores como Tom Hanks, Charlie Sheen, Robert Downey Jr., Jim Carrey e Sean Penn. Em 2009, Ribeiro se viu em meio a uma polêmica: Pastor evangélico, ele se recusou a dublar Penn no filme Milk, a Voz da Igualdade, sobre o ativista homossexual e primeiro político assumidamente gay eleito nos Estados Unidos, Harvey Milk.

Já Mário Jorge de Andrade é quem deu voz ao burro da quadrilogia Shrek. Ele também é o dublador dos atores Eddie Murphy, John Travolta, além de ser o narrador das provas do BBB.

Sem mais artigos