Mudar o visual adotando cabelo no estilo moicano não foi a única coisa que Paulo Vilhena, de 35 anos, fez para dar vida a Domingos Salvador, um presidiário esquizofrênico, seu personagem na novela Império. Em declaração publicada nesta segunda-feira (11), no site da trama, o ator contou que chegou a visitar um hospital psiquiátrico como se fosse um paciente e fez aulas de pintura.

“Pesquisei muito, li bastante e fiz um laboratório in loco. Botei o figurino e fui passear pelo hospital. Não fui como Paulo, fui como Salvador. Eu me relacionei com os pacientes. É um universo muito paralelo, mas parece que eles estão bem. Talvez, eles nos achem os loucos”, disse Paulo Vilhena.

Domingos Salvador não é apenas esquizofrênico, ele também possui um talento nato para as artes plásticas e pinta como ninguém em sua cela dentro da prisão. Para fazer bonito na frente das câmeras, Vilhena faz laboratório de pintura com a artista plástica Ana Durões: “Ela me incentiva, dá exercícios de observação, de tato, de como lidar com os objetos”.

A caracterização de seu personagem terminou com a mudança de visual.  Além de aparar a barba, o ator raspou as laterais da cabeça no estilo moicano. “Fomos pesquisando e, aos poucos, criando o visual. Não dava para raspar de uma vez só. E se não ficasse bom? É diferente, mas tudo vale pelo trabalho!”, disse Vilhena.

Veja a galeria acima com outros atores que tiveram que mudar o visual para papéis específicos.

Sem mais artigos