Após seis meses da veiculação de um vídeo pornô na internet em que, supostamente, Juliana Didone seria a protagonista, a atriz procurou a delegacia em julho de 2010 e, agora, a mentira foi comprovada por um exame pericial, de acordo com o jornal Extra, desta sexta-feira (28).

Juliana aceitou a se submeter a uma análise de “fotografia sinalética”, em que foram comparadas fotos reais da atriz com as imagens do sex tape.

“Eu tinha certeza de que não era eu antes mesmo de ver o vídeo. Sei com quem eu me relaciono. Depois que terminei meus relacionamentos, continuei amiga dos meus ex e nunca me filmei fazendo sexo. Até porque acho isso cafona. Não fiquei deprimida, não. Só quis tirar os vídeos da internet porque acho isso ruim”, disse a atriz ao jornal.

De acordo com a delegada titular Helen Sardenberg, da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), ao longo do inquérito conseguiram retirar o vídeo do ar em mais de 20 sites e blogs, porém diversos sites ainda continuam associando o nome da atriz com o filme pornô.

Sem mais artigos