A polícia francesa já está se preparando para prender o paparazzi que fotografou Kate Middleton nua quando passava férias com o marido, Príncipe William, em Provença, na França, no último mês de setembro. As informações são do jornal Mirror desta segunda-feira (29).

O nome já foi dado aos detetives que investigam a violação da privacidade de Kate, e o acusado pegará um ano de prisão, além de ter que pagar uma fiança de R$ 117 mil.

As autoridades vinham atrás da identidade do profissional desde que o príncipe da Grã-Bretanha fez uma queixa criminal em Paris. Acredita-se que ele tenha tirado mais de 200 fotos da Duquesa de Cambridge.

“William e Kate estão determinados a trazer a pessoa que tirou essas fotos à justiça e eles estão se esforçando para que haja pena de prisão. Eles querem que a pessoa seja um exemplo”, disse uma fonte da família real britânica.

A editora da revista Closer (mandatária do fotógrafo), Laurence Pieau confirmou que contratou um freelancer para ficar atrás do casal durante suas férias no sul da França, mas ainda se nega a divulgar o nome do mesmo. Ela se apoia na lei francesa que protege a identidade de fontes jornalísticas.

Sem mais artigos