A rainha de bateria não recebe pontuação e, de certa forma, tem um papel quase de coadjuvante, que é o de apresentar o coração de uma escola de samba, os seus ritmistas. Mas, por que quando a Vila Isabel foi campeã no ano passado, a imagem de sua rainha comemorando emocionada, Sabrina Sato, estampava todas as revistas e jornais? E por que, se é considerado um papel coadjuvante, é tão disputado por celebridades que chegam até a pagar para certas escolas para poder desfilar (mesmo que todos neguem o fato)?

Primeiro, a rainha de bateria não precisa ter samba no pé como a passista, ela precisa saber ter presença, mas não tanto, para não eclipsar a bateria. É ela quem apresenta os ritmistas para os jurados e o público. De qualquer forma, uma mulher bela que está na linha de frente chama a atenção e as performances que as baterias têm feito nos últimos anos com suas rainhas, acabam sendo, quando bem sucedidas, pontos altos dos desfiles. Então é uma forma de uma famosa se apresentar e se destacar sem ter o requebrado de uma passista e ainda assim chamar muito a atenção.

Monique Evans deu o pontapé inicial e criou o posto quando desfilou à frente dos ritmistas da Mocidade Independente de Padre Miguel, em 1985. Mas foi Luma de Oliveira que elevou o status rainha de bateria em peça nobre em suas apresentações na Marquês de Sapucaí.

A modelo começou em 1987 na Caprichosos de Pilares e desde então sempre era tão aguardada como a Velha Guarda da Portela, as criações geniais de Joãosinho Trinta ou a bateria da Mangueira. No Carnaval de 1998 não se falou em outra coisa do que a coleira que usou com o nome do então seu marido: Eike Batista.

Mas foi na Viradouro que Luma teve uma das performances mais emocionantes. Em 1997, com a bateria de Mestre Ciça, ela e os ritmistas se ajoelharam para comoção das arquibancadas do Sambódromo.

Luma simboliza esta aspiração de muitas famosas: ser a mais comentada durante o reinado de Momo. E não se pode negar que foi ela que abriu o caminho para Viviane Araújo, Gracyanne Barbosa, Sabrina Sato, Adriane Galisteu e outras celebridades quererem tanto ser rainha de bateria.

Veja galeria acima com rainhas de bateria famosas.

Sem mais artigos