Modelo muçulmana de origem turca, Sila Sahin acaba de quebrar um tabu que as mulheres desta religião enfrentam contra o patriarcalismo ao estampar a capa de abril da revista Playboy da Alemanha. Com poses sensuais e corpo à mostra, ela revelou que ao fazer o editorial de 12 páginas para a revista, ela se sentiu como Che Guevara, explicando que o ensaio foi como uma prova de expressão de liberdade. “Essas fotos são uma resposta à repressão que sofri durante a infância. Eu queria me sentir livre”.

Sila, que já é conhecida na Alemanha por estrelar uma novela na televisão local, impressionou seus fãs e amigos ao topar posar nua para a publicação. A família dela, porém, desaprovou sua atitude e se mostrou decepcionada com a escolha da modelo.

“Minha mãe ainda está brava comigo. Tem sido difícil lidar também com meus avós e com meus tios”, contou.

As informações são do jornal Daily Mail.

Sem mais artigos