Matéria publicada no site Hollywood Life de terça-feira (18) conta que o Príncipe William entrou com uma ação contra a revista francesa Closer após publicação das fotos do topless de Kate Middleton, tiradas enquanto o casal passava uma segunda lua de mel no sul da França.

A ação foi aceita, e a decisão significa que a Closer deve retirar todas as cópias digitais de circulação e não imprimir mais fotos. Por cada imagem impressa, terá que pagar uma multa de mais R$ 24 mil.

Porém, a decisão do tribunal afeta somente a publicação francesa e não outras que tenham imprimido cópias, como o jornal irlandês Irish Daily Star e a revista italiana Chi.

O casal real já procura punir o fotógrafo que tirou mais de 200 fotos de Kate e o advogado dos dois disse que, no momento dos flashes, o casal desfrutava de uma “intimidade saudável e profunda”.

Sem mais artigos