Rodrigo Andrade falou sobre a construção de seu personagem, o maldoso Berto da novela de Walcyr Carrasco, Gabriela, da TV Globo, em entrevista ao Virgula Famosos.

“Eu tenho as minhas inspirações, o meu trabalho de construção do personagem, junto com o texto do Walcyr que já ajuda bastante e também tem a orientação da direção. Estou ao lado do [Antonio] Fagundes, José Wilker, Laura Cardoso, contracenar com ela é o maior presente da minha carreira, e isso ajuda muito”, disse o ator.

Mesmo depois de todas as maldades que o filho irmão de Juvenal (Marco Pigossi) fez, principalmente, com Lindinalva (Giovanna Lancellotti), Rodrigo não deseja um final ruim para o rapaz: “Eu, como ator, tenho sempre que defender meu personagem em tudo que ele faz, sempre tenho uma desculpa. Espero que ele termine da melhor maneira possível, mas quem vai decidir é o Walcyr, né? Ele já escreveu no Twitter que o Berto vai pagar por tudo que ele fez. Mas esperava um final feliz, com todas as meninas do Bataclan do lado dele, feliz da vida (risos)”.

Segundo o ator, a repercussão do vilão tem surtido efeito: “Estou sendo muito xingado nas ruas. Outro dia me tacaram uma garrafa de água no estacionamento do shopping. Xingamento, todos os nomes que você puder imaginar. Mas também tem muita gente legal que vem elogiar o meu trabalho. Acho que nosso trabalho é esse: Fazer as pessoas acreditarem que aquilo é verdade, que o personagem realmente existe. O repúdio é só um sinal de que está dando tudo certo”.

Rodrigo Andrade revela que está sendo muito xingado nas ruas por conta do personagem Berto

Sem mais artigos