Se tem um local que as ofensas e as críticas podem ser colocadas diretamente para os famosos, este lugar é o Twitter. Muitas celebridades, como Luana Piovani ou Aguinaldo Silva, vira e mexe se estranham com outros famosos ou até desconhecidos criando verdadeiros barracos para a alegria dos sites de fofoca. Tem-se a ideia que esta atitude dá prestígio e aumenta os seguidores. Mas Sabrina Sato, que tem uma atitude “low profile” no microblog, possui mais de 4 milhões de seguidores contra os 205 mil da atriz e os 185 mil do autor de novelas. Em uma entrevista exclusiva para o Virgula Famosos, a apresentadora do Pânico na TV contou como faz contra os ataques que recebe na internet e qual é a sua etiqueta nas redes sócias.

“Eu sempre tento me colocar no lugar do outro em todas as situações da minha vida. Por isso quando a pessoa me alfineta no Twitter, eu tento me colocar no lugar da pessoa que me alfineta”, diz Sabrina numa espécie de sabedoria oriental adquirida.

A japonesa diz que evita estresse: “Eu não ligo, não respondo, ou então respondo com carinho, tento levar no bom humor, tento me explicar”. Ela acredita que o melhor é não arrumar encrenca nas redes sociais.

“Eu acho que a pessoa acaba te interpretando mal porque em geral ela não te conhece. Então ela te julga sem saber direito o que realmente está acontecendo”, pondera a apresentadora.

E desaprova o uso da ferramenta para fazer provocações. “Tem gente que gosta de chamar atenção fazendo críticas, mas não é meu caso. E eu não preciso deste tipo de polêmica pra ressaltar meu trabalho”.

Sem mais artigos