Com o grande sucesso de seu mais último livro Amor É Prosa, Sexo É Poesia, o cronista Arnaldo Jabor está lotando a estante de casa com os prêmios que tem ganhado pela obra.

Ele revelou que não é difícil escrever sobre não-ficção, basta ser sincero.

Além disso, ele afirma que os homens também estão gostando do livro.

Com as vendas estouradas, muito se deve à música que Rita Lee criou em cima da crônica que dá nome à obra.

E o Virgulando foi atrás e perguntou ao escritor que outro intérprete ele gostaria que musicasse uma de suas crônicas. Prontamente, Arnaldo respondeu que seria Roberto Carlos e o tremendão Erasmo.

Já sobre sua carreira de cineasta, ele contou que tem vontade de fazer mais algum filme, mas só em pensar no trabalho que daria, sua vontade esfria.

Estamos esperando novidades nas telonas e mais livros.

Sem mais artigos