Em cartaz com a peça Vestida de Noiva, a atriz Viviane Pasmanter vive a cafetina Madame Clessi nos tablados. Em entrevista ao site Ego, neste domingo (22), ela falou que fez sua preparação em um bordel do Rio de Janeiro. “Não conversei com as prostitutas. Fizemos, eu e a equipe, um trabalho de observação, mais de sentir o lugar. Mas, de acordo com o que Nelson Rodrigues disse, realmente não se vê ninguém chorando. Elas são sempre sorridentes. Faz parte da profissão”, disse. “Ser prostituta é um desejo que toda mulher tem”, completou.

De volta aos palcos depois de três anos, esse é o primeiro trabalho da artista depois do turbulento período que passou em 2010, quando pediu para ser afastada da novela Tempos Modernos por conta de problemas jurídicos pela guarda dos filhos Eduardo e Lara, frutos do seu relacionamento com o empresário Gilberto Zaborowsky, atual marido da apresentadora Luísa Mell.

“Não pedi para sair da trama por conta da personagem. Adorava a Regeane. Mas houve um atraso com os capítulos e, por problema de agenda, não poderia gravar nos novos horários. Tive problemas pessoais com as crianças e pedi três semanas de afastamento para organizar a vida. Mas optaram por trazer a personagem de volta só no fim mesmo”, explicou.

Focada no teatro, a atriz não tem previsão de voltar ao teatro. “Ainda não há novela programada. Junto com teatro não dá mesmo. Quero voltar num projeto legal. Sou totalmente seduzida por trabalhos instigantes, independente do meio. Estou curtindo muito esta peça, o teatro. Adoro cinema também. E também televisão, mas novela é o mais difícil. Me dedico muito ao que faço”.

Sem mais artigos