Em entrevista para o Jornal da Tarde, publicada nesta segunda-feira (06), Gabriel Braga Nunes falou sobre seu trabalho, na trama de Ricardo Linhares e Gilberto Braga, Insensato Coração, como o vilão Léo.

“Léo é psicopata. Ele não tem culpa. Não carrega responsabilidade pelos próprios atos. Então, é um personagem leve de se fazer. Ele não traz carga dramática e psicológica de suas atitudes. O Léo é um cara que passeia pela vida distribuindo maldades. Ele é doentinho, divertido”, disse o ator para o jornal.

Consciente da visibilidade que seu trabalho lhe dá, ele não reclama do assédio da imprensa e acha muito normal: “Seria hipocrisia eu ser ator, trabalhar com comunicação de massa e me incomodar com a exposição. Hoje em dia, quando você aceita fazer uma novela, já sabe como será o pacote completo. Mas esse assunto faz parte do meu repertório. Eu moro na Dias Ferreira [uma rua agitada no bairro do Leblon, no Rio]. Então, está implícito que não tenho problemas com isso”.

Sem mais artigos