Após a confirmação de que Paris Jackson foi hospitalizada na madrugada dessa quarta-feira (5) após uma possível tentativa de suicídio, em Los Angeles, uma fonte não identificada disse ao site TMZ que o motivo de a filha de Michael Jackson (1952-2009) ter cortado os pulsos e tomado mais de 20 comprimidos de Ibuprofeno (informações confirmadas pela revista People) seria o fato de ter sido proibida de ir a um show do cantor Marilyn Manson.

Aparentemente comovido com a notícia, o roqueiro manifestou-se publicamente, dizendo ao TMZ que a partir de agora, Paris é sempre VIP em seus shows. “Espero que ela esteja melhor. Paris será sempre minha convidada”, disse.

Por outro lado, Debbie Rowe, mãe de Paris Jackson, justificou a atitude da filha afirmando a um programa norte-americano que a garota de 15 anos de idade está passando por uma fase atribulada e ainda não superou a morte do pai. 

De qualquer maneira, Manson, rotulado como o bizarrão da cena rocker, foi um fofo!

Sem mais artigos