Vanessa Giácomo comentou sua personagem Aline, da novela Amor à Vida, em um evento que aconteceu na tarde desta quarta-feira (21), em São Paulo, para promover uma marca de amaciante de roupas.

Apesar de ser uma vilã, a secretária e amante do Dr. César, interpretado por Antonio Fagundes, recebe muita torcida do público para que se dê bem: “Depois que o César se mostrou tão homofóbico e tudo mais, as pessoas torcem por ela pela vingança, acham que ele merece mesmo”.

Essa vontade de se vingar, que move a personagem contra o médico, também foi tema central das novelas Avenida Brasil e Salve Jorge. Com isso, a atriz contou o que pensa do assunto: “O povo adora vingança, sempre fez sucesso, não é de hoje. Assim, você tem um motivo para ser mal, não é? Para fazer maldades gratuitamente, você tem que arranjar um personagem que é sociopata ou psicopata, tem que arranjar outro motivo. Ninguém é totalmente mau ou bonzinho, a não ser que tenha algum problema. Já quando tem a vingança, tudo justifica”.

Além disso, ela comentou o figurino da secretária na trama: “Claro que é uma licença poética, ninguém vai trabalhar no hospital com aquelas roupas. Mas a forma que ela encontrou para seduzir, sem vulgarizar, foi colocar uma saia mais longa e um decote, virou uma marca e as pessoas ficam loucas: ‘Ah, mas ninguém trabalha assim’. Na verdade, é de propósito mesmo”.

Sem mais artigos