A atriz Vera Holtz, que interpreta a Dona Candê em Passione, falou sobre sua personagem na novela de Sílvio de Abreu e também sobre os seus projetos fora da trama.

Em entrevista a José Armando Vannucci e Oliveira Andrade, da Jovem Pan, a atriz que interpreta a mãe de Frederico Lobato não acredita em um final feliz para o filho, vivido por Reynaldo Gianecchini. “Acho que ele vai pecar por vaidade. Ele é bonito feito um Deus, mas é ordinário feito um capeta “, ressaltou. E garantiu que Candê não é nenhuma assassina, diferente de Fred.

Vera Holtz contou que, para viver essa personagem de “grande coração”, passou uns dias no interior de São Paulo com sua mãe e suas tias, “só observando essa mãe brasileira e os seus valores”. E, claro, falou sobre as diferenças de seu papel para o de Valentina, vivida por Daisy Lúcidi. “Fico revoltada e brava com ela. Pensando: ‘que país é esse em que uma mulher como ela foi solta?’, sem saber que foi a neta Kelly que pediu”, lembrou.

A atriz, que está de mudança para São Paulo, lembra que sempre precisará voltar ao Rio de Janeiro, que é onde sempre está trabalhando. Inclusive, Vera Holtz está dirigindo a peça Sonhos Para Vestir, que está em cartaz no Espaço Sesc Copacabana, na Cidade Maravilhosa, desde a última semana.

Sem mais artigos