Sofia Coppola, de 42 anos, falou sobre seu novo filme, Bling Ring, e sua carreira em entrevista para a revista Cidade. As informações foram divulgadas pela assessoria de imprensa da publicação nesta segunda-feira (26).

No seu quinto longa, a diretora conta a história de uma turma de jovens que frequentam festas badaladas e praticam roubos em casas de celebridades. “No caso dessa garotada, vi neles um reflexo da cultura contemporânea, com uma geração crescendo alimentada pela cultura da celebridade, da fofoca, do consumo, sem qualquer ideal ou modelo. E o que é oferecido a eles, imediatamente, é a celebridade e o consumo. Não quis julgá-los ou impor uma conclusão à plateia”.

Filha do diretor Francis Ford Coppola, Sofia fez algumas investidas na carreira de atriz antes de se arriscar na direção. “Sempre vi meu pai trabalhar e ele foi a razão pela qual decidi ser diretora. Na verdade, acho que isso já estava de certa forma embutido na minha vida. Só precisei mesmo ter um pouco de coragem para assumir”, disse ela.

A cineasta, que já dirigiu comerciais para grifes e lançou uma coleção de bolsas em parceria com a grife Louis Vuitton, disse não se considerar um ícone da moda: “Acho que cada um tem direito à sua opinião, meu objetivo não é ser ícone de ninguém. O meu interesse em moda é o mesmo que me leva à fotografia, às belas-artes, à arquitetura… É uma busca pelo belo. Quando estou triste, não importa o motivo, ver algo belo só faz bem. É como viajar para longe dos problemas”, disse Sofia à publicação.

Sem mais artigos