Xuxa fez comparações entre sua infância em Bento Ribeiro e o subúrbio fictício de Avenida Brasil, o bairro do Divino. Ela explicou em entrevista para o jornal O Extra deste sábado (06) que viveu em um ambiente igual ao retrata na trama de João Emanuel Carneiro

“Minha infância tem muito a cara do Divino! Sou suburbana, fui criada em Bento Ribeiro. E lá tinha aquela coisa de todo mundo saber da vida de todo mundo, entrar na casa do outro sem avisar, aquelas confusões da vizinhança. Tenho saudade daquela época”, disse  rainha dos baixinhos.

E confessa:   “Quando fiquei mocinha, todo mundo soube! Era assim com todas as meninas. E todo mundo sabia se a gente estava namorando, a que horas a gente tinha saído de casa… Mas não era com maldade. Era uma coisa de grande família mesmo. Se faltava açúcar para o bolo, a gente pedia para o vizinho. Hoje, não vivo mais isso, mas sei que continua sendo assim no subúrbio e no interior”.

A apresentadora recorda que as dificuldades da falta de dinheiro não eram sentidas de forma negativa:  “É claro que a gente não tinha dinheiro sobrando, mas tive tudo o que sempre quis. Nos meus aniversários, minha mãe fazia aqueles bolos falsos, sabe? Aqueles para tirar foto, mas que não podia comer! Ela também costurava minhas roupas. Minha mãe me inscrevia em todos os concursos que podia para eu ganhar bonecas, brinquedos. Eu tinha um monte de Susi, mas gostava era de brincar com bicho”.

Xuxa compara sua infância com a do pessoal do Divino, bairro fictício de Avenida Brasil

Sem mais artigos