O ator Zac Efron, de 24 anos, disse à revista The Advocate (voltada ao público LGBT – lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) que tem ciência que uma boa parte de seu público é homossexual. A matéria rendeu uma reportagem que saiu na segunda-feira (10) no site US Magazine, e revela trechos da revista citada.

“Depois de High School Musical e Hairspray, sempre me senti acolhido pela comunidade gay, e sinto-me incrivelmente grato e honrado com isso”, conta o astro.

Efron disse que soube de seu apelo com homossexuais depois de estrelar o High School Musical em 2006. “Penso que a audiência gay vem devido ao meu personagem Troy, pois era realmente uma história sobre quem você é, não importando o quão diferente você venha a ser, e sem ter medo de mostrar isso. Esse é um tema universal, mas reverberou especificamente na comunidade LGBT, e tenho muito orgulho disso”.

O ator, que cresceu na Califórnia, achou sua paixão no teatro musical, e disse que durante sua juventude percebeu que “ser gay é apenas um outro jeito de ser. Eu nunca realmente parei pra pensar nisso ou tenho qualquer noção pré-concebida. Não julgo ninguém e nunca o fiz”.

O astro, que irá protagonizar o filme The Paperboy (ainda sem título em português no Brasil), disse que tem alguns artistas gays como modelo de profissional.

Mesmo tendo um namoro de quatro anos com Vanessa Hudgens e um breve romance com Lily Collins neste ano, Zac, que é heterossexual, já teve a sua sexualidade colocada em dúvida, mas revelou que nunca ligou para as opiniões: “Não gosto de viver com medo de coisas como rumores ou ganchos para criar caso – essa foi a maneira que fui criado – mas eu simplesmente não consigo ver o que é tão errado em ser gay”.

Sem mais artigos