“O tempo não pára”. No desfile da VR Menswear foram recitados diversos poemas de Cazuza, na voz Zélia Duncan. “Foi uma honra declamar os versos dele”, disse a cantora com exclusividade ao Virgula.

Esta foi a primeira vez que Duncan participou da SPFW, e ela disse estar impressionada com o evento. “Achei bem bacana, mas é um universo muito agitado. A moda não é exatamente a minha comissão de frente, mas a música sempre me traz para conhecer coisas novas, e é bom ver o que está acontecendo”.

A cantora sabe que, por ser uma pessoa pública, é constantemente vigiada pela mídia quanto a seu modo de se vestir, mas diz não se preocupar com esta pressão. “Minha área é a música, é o que eu coloquei como mais importante para mim. Me arrumo para mim mesma, para me sentir bonita, mas claro que é bom fazer um carinho no público, me apresentar bem para eles”.

Para quem não é tão ligada no mundo fashion, Zélia Duncan parece entender bastante do assunto. “A moda, assim como a música, é feita em ciclos. Hoje a moda é assim, e daqui a dez anos pode ser a mesma coisa. É só olhar para trás e ver. Não é preciso ser um gênio para saber disso.”

Sem mais artigos