Um advogado e ex-político foi detido na terça-feira (19) por defraudar pelo menos US$ 8 milhões com abertura de capital do Facebook, que iniciou as atividades na bolsa de valores em maio de 2012, anunciou a procuradoria federal do sul de Nova York.

O detido, Craig Berkman, criou duas sociedades que garantiram ter acesso a ações do Facebook – antes da estreia na bolsa – e de outras empresas de tecnologia.

Berkman conseguiu assim que potenciais investidores lhe entregassem pelo menos US$ 8 milhões, desviados para o pagamento de dívidas anteriores, num esquema conhecido como “pirâmide”, revelou a nota.

O detido, de 71 anos, foi presidente do Partido Republicano do Oregon e candidato a governador do estado, de acordo com a imprensa local. Atualmente, reside em Odessa (Flórida), onde foi detido e deverá depor ainda nesta terça. Se for considerado culpado, poderá ser condenado a até 20 anos de prisão.

Advogado é detido suspeito de fraude com ações do Facebook na bolsa

Sem mais artigos