O alemão Nico Rosberg venceu sua quarta corrida nesta temporada, e em casa, no circuito de Hockenheim. Usando um capacete que homenageava o tetracampeonato da seleção alemã de futebol, foi até comparado por sua equipe, a Mercedes, com o meia Mario Götze, autor do gol do título mundial no domingo passado.

O piloto, que usaria um capacete com a Copa do Mundo desenhada, foi proibido pela Fifa de fazer a homenagem, mas encontrou um jeito de lembrar da glória da seleção de Müller, Klose, Neuer, Schweinteiger e companhia: desenho quatro estrelas na mesma peça, em calara alusão ao títulos da Die Nationalmannschaft no torneio de seleções.

A ideia inicial era ter sido este capacete:

 

Mas acabou sendo este, muito bacana também:

 

Desta forma, a Mercedes usou suas redes sociais, tanto o Facebook quanto o Twitter, lançando a hashtag #GoetzeStarQuality, ou “Qualidade da estrela de Götze”, em tradução livre. A hashtag foi utilizada também diversas vezes nos post da escuderia no microblog.

O resultado fez o alemão se isolar um pouco mais na liderança, deixando o companheiro de equipe, o inglês Lewis Hamilton, que chegou em terceiro, com 24 pontos a menos que os seus 190, na segunda posição. O companheiro de Felipe Massa (que capotou na primeira volta) na Williams, o finlandês Valtteri Bottas, foi o segundo colocado.

O alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, e o australiano Daniel Ricciardo, também da Red Bull, terminaram na quarta, quinta e sexta colocações, respectivamente, após protagonizarem diversas brigas entre si durante o GP.

Mais

Em mais uma mistura futebol/automobilismo neste final de semana, o ex-piloto Rubens Barrichello, que cobre as corridas in loco pela TV Globo, encontrou o campeão mundial Lukas Podolski por lá, e fez questão de tirar um selfie (veja abaixo).

Sem mais artigos