Segundo informações do “Business Insider”, a Apple está fazendo uma promoção de carregadores de iPhone, vendendo-os por US$ 10 (o equivalente a R$ 22). 

Isso depois que investigações apontaram que um acessório falsificado pode ter causado a morte de uma chinesa. O preço promocional do carregador, que normalmente sai por US$ 19 nos Estados Unidos, é válido apenas para consumidores que devolverem acessórios falsificados.

A jovem de 23 anos foi eletrocutada, segundo seus parentes, ao atender a uma ligação em seu iPhone enquanto o aparelho estava sendo carregado.

O episódio ocorreu na província de Xinjiang, quando Ma Ailun morreu eletrocutada.

Devido à rápida circulação da notícia pela internet na China, a Apple não demorou em publicar uma mensagem voltada a seus usuários no país asiático.

“Nos sentimos muito tristes pelo infeliz incidente. Transferimos nossas condolências à família”, declarou a companhia na China através de um comunicado no qual também confirmou que investigará o ocorrido em colaboração com as autoridades chinesas.

Apple vende carregador a R$ 20 após choque de chinesa com item falso

Sem mais artigos