Campeão mundial de Fórmula 1 em 2009, Jenson Button começou bem a temporada 2014, com o terceiro lugar herdado na Austrália após a desclassificação de Daniel Ricciardo, da Red Bull. Já se preparando para a próxima corrida em Kuala Lumpur, na Malásia, o piloto da McLaren postou no Instagram algumas fotos treinando a forma física, mas aparentando estar bem mais magro em comparação há dois meses, como na foto acima.

O inglês adotou um novo e restrito cardápio nesta temporada, tudo para conseguir se sair melhor nas corridas e, principalmente, nos treinos classificatórios. A mudança também se refere ao limite de peso entre carro e piloto, que não pode ultrapassar 691 kg, independentemente do porte físico de cada atleta.

“Não tenho comido carboidrato e tenho cortado quase tudo da minha dieta que me faça ganhar peso”, disse ele no início deste mês.

“Farei uma sessão de sauna antes dos treinos classificatórios do sábado e é besta o motivo pelo qual tenho que fazer isso. O pior disso tudo é que um quilo de diferença pode fazer ganhar meio décimo de segundo e tenho perdido pole positions por dois centésimos. Então isso pode fazer uma grande diferença na sua classificação para a corrida”, explicou.

Além da mudança na alimentação, muito ciclismo. Mais fácil ainda para ele, que é patrocinado pela empresa Ichiban.

 

Além de namorar a modelo magérrima e superelástica Jessica Michibata (foto abaixo).

 

Mais alto que a média dos pilotos de Fórmula 1 – tem 1,82 m sendo que Sebastian Vettel, por exemplo, tem 1,76 m -, Button reclama que as regras da categoria são mais pesadas para quem tem altura mais avantajada.

“Entendo que jóqueis tenham que ser leves, mas essa é a Fórmula 1 e você não pode deixá-la injusta porque um piloto é alto. Ele não deve ser penalizado por ser alto. Deveria ser o seu talento que ajudasse, mas é essa a nossa realidade e no próximo ano o regulamento mudará os termos de limite de peso”, disse o piloto, lembrando que o limite poderá estar 10 kg a mais que o atual “e os pilotos poderão comer novamente”.

Sem mais artigos