Ela disputa corridas desde os 10 anos, mas vai ser a primeira vez que ela entrará em um verdadeiro F1

Ela disputa corridas desde os 10 anos, mas vai ser a primeira vez que ela entrará em um verdadeiro F1

“Mulher no volante, perigo constante”. Você com certeza já escutou essa frase um tanto machista e preconceituosa alguma vez em sua vida. Se nada até agora te fez discordar desse dito popular, Carmen Jordá é a sua última chance. Ou você acha que entregariam o volante de um Fórmula 1 pra qualquer pessoa?

A jovem espanhola de apenas 26 anos vai ter, em breve, a chance de pilotar profissionalmente uma verdadeira máquina: ela foi contratada pela Lotus para ser pilota de desenvolvimento em 2015. “Eu corro desde os 10 anos de idade e tenho o sonho de dirigir um carro de Fórmula 1 desde muito jovem. Eu estou trabalhando para melhorar como piloto, assim como ajudar o desenvolvimento do carro”, conta Carmen.

Ela terá ainda que passar por treinos intensivos de simulação e de exercícios físicos para se adaptar ao carro de F1, além de pilotar verdadeiramente o E23 nas pistas. Carmen, porém, continua sonhando alto. “Eu sei que esse é só começo e os maiores desafios ainda estão por vir, mas fazer parte de um time com tanta história já é uma honra”, diz a pilota

Carmen vem da GP3, torneio no qual não conseguiu bons resultados – sua melhor colocação foi um 13º lugar. Ela vai compor a equipe da Lótus junto com Pastor Maldonado e Roman Grosjean (pilotos principais), e Jolyon Palmer (piloto reserva).

Sem mais artigos