Com o futuro indefinido na F-1 desde setembro deste ano, quando a Ferrari anunciou Kimi Raikkonen como parceiro de Fernando Alonso em 2014, o brasileiro Felipe Massa corre contra o tempo para acertar com alguma escuderia e garantir um espaço do grid do ano que vem. Apesar do interesse de Sauber, Williams, Lotus, Force India e até McLaren, o piloto sofre o risco de não disputar a principal categoria do automobilismo após dez anos ininterruptos.

Caso a saída de Felipe Massa da Fórmula 1 se concretize, já que no último domingo (03) ele mais uma vez deixou a desejar e criticou a estratégia da Ferrari ao terminar a etapa de Abu Dhabi, no circuito de Yas Marina, em oitavo lugar, o brasileiro, vice-campeão da categoria em 2008, que soma um total de onze vitórias e 36 pódios na carreira, terá encontrar outras opções para seguir guiando.

Com apenas mais duas corridas no cockpit da Ferrari (dia 17, em Austin, nos Estados Unidos, e em Interlagos, em São Paulo, no dia 25, ambas em novembro), o Virgula Esporte listou algumas possibilidades de trabalho para o brasileiro a partir de 2014, caso nenhuma escuderia acerte com ele até dezembro.

Do kart, onde Massa começou quando criança, à Fóruma Indy, principal destino daqueles que deixam a F-1, listamos vagas em outros setores de atividade que o brasileiro poderia se ocupar até se aposentar.

Veja na galeria acima as possibilidades de emprego para Felipe Massa fora da F-1

Sem mais artigos