Os americanos Edgar e Nina Otto queriam poupar a dor de perder o amado Labrador Lancelot e decidiram clonar o cachorro. A ideia deu certo e para contar essa história inusitada, os donos criaram um site, onde é possível encontrar todos os detalhes do processo e fotos do bichinho.

Lancelot morreu de câncer aos 12 anos e seis meses depois, o casal desembolsou 155 mil dólares para a clonagem. Segundo os donos, até o jeito de se movimentar do clone é igual ao do bicho original. Agora, ele tem 3 anos e oito filhotes, nascidos no dia 4 de julho, todos saudáveis.

Em entrevista ao Huffington Post, um especialista em clonagem da Universidade de Harvard disse que o risco do processo é que o animal produzido pode não sobreviver no nascimento ou desenvolver anormalidades mais tarde, como a obesidade ou câncer. 

Mas, ao que tudo indica, até o momento, Edgar e Nina tiveram sorte! Conheça um pouco a história no site oficial: Labra Clonology. 

Lancelot e seus filhotes

Sem mais artigos