O Facebook anunciou nesta terça-feira (25) a compra da empresa de tecnologia de realidade virtual Oculus VR por US$ 2 bilhões, um mês depois de a rede social gastar UA$ 16 bilhões para adquirir o Whatsapp.

A empresa repassará aos proprietários da Oculus US$ 400 milhões em dinheiro, US$ 23,1 milhões em ações da rede social avaliadas em US$ 1,6 bilhão e uma soma adicional de US$ 300 milhões em ativos.

“O celular é a plataforma de hoje e agora estamos nos preparando para as plataformas de amanhã”, disse o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, em comunicado.

Os títulos da empresa cotaram ligeiramente em baixa nas operações realizadas depois do fechamento de Wall Street após a divulgação da compra.

A Oculus é uma companhia de referência no emergente setor da realidade virtual graças a seu capacete Oculus Rift, cujo uso principal são os jogos, embora suas aplicações sirvam para além do entretenimento.

O Facebook deve expandir a tecnologia da Oculus VR a setores como o da comunicação, o educacional, assim como o dos videogames.

“Dado o amplo potencial de aplicações, a tecnologia de realidade virtual é uma forte candidata a emergir como a próxima plataforma de comunicação”, informa o comunicado de Facebook no qual Zuckerberg acrescenta que “a Oculus tem a oportunidade de criar a plataforma mais social que tenha existido”.

A previsão é que a operação seja concluída no segundo trimestre de 2014.

 

Sem mais artigos