O Facebook entrará na bolsa no primeiro trimestre de 2012 com uma oferta pública inicial que avaliará a empresa em US$ 100 bilhões, informou nesta segunda-feira a rede de televisão “CNBC”.

Um dos fatores que a companhia está avaliando para definir sua data de estreia em Wall Street é o requerimento do órgão regulador americano que obriga determinadas empresas a informar seus balanços empresariais caso tenham mais de 500 acionistas.

Segundo a “CNBC”, a empresa avalia comunicar à Comissão da Bolsa de Valores dos EUA (SEC, na sigla em inglês) que superará o patamar dos 500 de acionistas no final de ano.

A emissora relatou ainda que os funcionários da rede social com sede em Palo Alto (Califórnia) vêm pressionando a direção da empresa por conta das restrições internas que os impedem de vender suas participações na companhia nos mercados secundários.

Em janeiro, a empresa fundada por Mark Zuckerberg enviou um memorando a potenciais investidores, no qual indicava abril de 2012 como possível data de entrada na bolsa.

No início de março, a companhia de investimentos General Atlantic acertou a compra de 0,1% do Facebook, em uma operação que avaliava a empresa em US$ 65 bilhões.

Semanas depois, o site de leilões privados de ações “SharePost” completou uma colocação de 100 mil títulos do Facebook à venda por US$ 3,4 milhões, o que situou o valor de mercado da companhia em US$ 85 bilhões.

Facebook entrará na bolsa Wall Street estimado em US$ 100 bilhões

Sem mais artigos