O jovem estudante californiano Omar Khan, de 18 anos, é acusado de roubo e fraude de documentos públicos, fraude de computador, furto, roubo de identidade e receptação de material roubado.

Khan é incriminado de ter invadido o computador da sua escola e mudado as suas notas, de “F”, que o reprovaria, para “A”, nota máxima nos EUA.

De acordo com os registros da polícia, o jovem usou as senhas de seus professores para invadir os servidores da Tesoro High School, uma das melhores da Califórnia.

O garoto foi descoberto quando a Universidade da Califórnia o rejeitou e ele tentou contestar a decisão. Os professores desconfiaram das notas do aluno ao verem o boletim do garoto, que pode pegar até 38 anos de prisão pelo ato.

Qual é o seu ritmo? Seja qual for, venha curti-lo de uma forma diferente!

Sem mais artigos