O jogo Pokémon Go tenta reforçar o valor da amizade, trabalho em equipe e incentiva a interação online entre os jogadores. Tudo é “paz”, até alguém mexer no seu ginásio. No Japão, um homem de 56 anos foi preso por agredir um colega ao flagrá-lo atacando seu domínio.

Kanehisa Satoh teria sido preso na cidade de Ashibetsu, localizada na ilha de Hokkaido, na última segunda-feira (10). Segundo o site GameRant, ele havia conhecido a vítima há alguns anos por causa do Pokémon Go e os dois se tornaram colegas.

A dupla estava em um carro quando começou a discutir de forma acalorada sobre a localização de um ginásio. Satoh contou à polícia que perdeu o controle quando viu o rapaz de 55 anos atacando o espaço no jogo, o que custaria ao acusado diversos prêmios.

De acordo com o veículo, ele pegou o homem pela camisa e danificou o retrovisor do automóvel. Satoh foi detido por volta das 23h (horário local) e responderá por agressão e danos materiais.

Os ginásios são os locais onde os Pokémons batalham e, assim, ganham pokécoins para seus donos. Quanto mais tempo duram, mais “dinheiro” rendem para o jogador, por isso muitos tentam proteger seu domínio o máximo que podem. Essas moedas compram  importantes itens dentro do game e atualmente só são obtidas por meio dos ginásios.

O jogo de realidade aumentada da Niantic foi lançado em 2016 e foi uma febra. Nas ruas, era possível ver grandes grupos tentando capturar pikachu’s, eevee’s, entre outros monstrinhos da primeira geração.

Sem mais artigos