Nem mesmo a vitória de Fernando Alonso no Grande Prêmio da China, na última semana, e os tempos de Felipe Massa nos treinos antes do GP do Bahrein, fizeram com que o desempenho dos dois carros da Ferrari fossem positivos durante a corrida disputada no último domingo (21). Tanto que o oitavo lugar do espanhol e o 15º do brasileiro viraram piada nos principais jornais da Itália nesta segunda-feira (22).

Em sua manchete, o La Stampa utiliza de um slogan da equipe de Sebastian Vettel, que venceu o GP do Bahrein, e de Mark Webber, sétimo na corrida, para satirizar a corrida da dupla da Ferra: “a Red Bull cortou as asas da Ferrari”.

Durante a corrida, Alonso teve seu sistema de abertura de asa traseira móvel (DRS) travado, enquanto que Felipe Massa usou uma estratégia diferente de paradas e sofreu com dois problemas de pneus traseiros furados.

Outro jornal que falou sobre o desempenho das Ferrari foi o Gazzetta dello Sport. Porém, a publicação optou por classificar as falhas como “azar” da equipe durante o GP do Bahrein e classifica o domingo como “maldito” no circuito do Sakhir.

O La Republica focou todas as suas críticas a Felipe Massa. Apontando a performance do piloto como “anônima”, o jornal deu nota cinco para seu desempenho na prova e analisou a corrida do brasileiro de forma irônica: “azar negro, dois furos, e sempre no pneu traseiro direito, um recorde; que dá álibis a uma prestação de qualquer forma anônima”.

Quem também reservou um espaço nesta segunda para falar da Ferrari foi a revista Autosprint. Questionando se realmente houve má sorte da equipe, a publicação diz que a escuderia deveria ter dado “uma olhada mais aprofundada” no problema na DRS de Alonso, o qual não havia apenas travado e sim quebrado. 

Com o resultado do final de semana, o alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, se isolou ainda mais na liderança do Mundial de Pilotos ao chegar a 77 pontos. Fernando Alonso é apenas o quarto, com 47, e Felipe Massa o sexto, com 30 pontos. 

Sem mais artigos