Libélulas também são assediadas

Reprodução Libélulas também são assediadas

O passar dos anos mostra que mulheres têm criado uma série de formas de tentarem evitar as investidas de homens agressivos e irritantes.

Mas não é que esse comportamento também existe no mundo animal?

Um novo estudo científico descobriu que há uma espécie de libélulas onde a fêmea voluntariamente despenca no chão e finge-se de morta, como forma de evitar pretendentes machos que são um tanto persistentes.

A revelação foi publicada no jornal Ecology. “Fingir morte para evitar coerção masculina: resoluções de um extremo conflito sexual entre libélulas”, diz o título do estudo.

O autor é Rassim Khelifa. Ele é entomologista e iniciou sua pesquisa em meados de 2015 pela Universidade de Zurich, na Suíça. Ele descobriu o fenômeno ao observar um macho perseguindo a fêmea da espécie por um longo período.

De repente, a fêmea se joga no chão e fica lá, quietinha, até que o macho desista e vá embora.

“O macho pairou a fêmea por alguns segundos e depois foi embora. Eu esperava que ela estivesse inconsciente ou até mesmo morta após colidir com o chão, mas ela me surpreendeu e saiu voando assim que eu me aproximei. A questão era: ela enganou aquele macho? Ela fingiu estar morta só para evitar o assédio do macho?”, questionou ele.

Nas próximas 72 horas, ele observou 31 fêmeas na mesma situação. 27 tiveram a mesma atitude, sendo que 21 obtiveram sucesso no truque e conseguiram enganar seus assediadores. “Fêmeas parecem se comportar assim apenas quando o assédio do macho é intenso”, conclui Khelifa.

Qualquer semelhança com a realidade humana…

Sem mais artigos