O piloto brasileiro Felipe Massa, da escuderia italiana Ferrari, descartou que vá competir até os 40 anos, mas evitou anunciar uma data para sua saída das pistas de Fórmula 1.

“Não acho que vá correr até os 40 anos, mas ainda não sei qual será o limite para minha aposentadoria”, afirmou o piloto de 30 anos durante a gravação do programa “Receita pra dois”, que será exibido neste sábado pela “Record News”.

Na entrevista concedida ao chefe de cozinha e apresentador Edu Guedes, Massa enfatizou: “não sei até quando vou competir, é preciso sentir a hora (de parar)”.

“Uma pessoa até consegue fazer planos para alguns anos, imaginar o que quer fazer, mas o que importa é o próximo (ano)”, ressaltou o piloto, que neste domingo, no Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, completará 100 provas com a equipe Ferrari, da qual faz parte há seis temporadas.

Massa elogiou o também brasileiro Rubens Barrichello, da escuderia Williams, quem aos 39 anos não pensa em deixar as corridas.

“Rubinho é um dos caras mais competentes que tem na Fórmula 1, tem uma carreira incrível, e às vezes as pessoas não o respeitam. É difícil. Os brasileiros são muito duros, podem recriminá-lo, mas não da maneira como fazem”, criticou Massa.

Na última prova desta temporada, Massa vai usar um capacete especial por ocasião dos 100 prêmios disputados com sua atual escuderia na Fórmula 1, com a qual conquistou o vice-campeonato mundial de 2008 e acumulou 11 vitórias, duas delas no circuito paulista de Interlagos (2006 e 2008).

Durante a gravação do programa de culinária, na qual preparou ao lado do apresentador um peixe com macarrão, Massa não quis comentar sobre os termos de seu contrato em 2012 com a Ferrari e os rumores de que a escuderia não vai renová-lo.

Sem mais artigos