A “desobediência” de Felipe Massa a uma ordem da Williams durante o Grande Prêmio da Malásia no último domingo (30) ainda é assunto no paddock e o brasileiro reiterou nesta quinta-feira (02) sua opinião de que agiu da maneira correta ao não abrir passagem para o companheiro de equipe, o finlandês Valtteri Bottas.

“O que fiz na Malásia foi, para mim, o correto. Sou um piloto profissional, sempre fui e continuarei sendo e fazendo o melhor pela minha equipe, mas também fazendo o que é certo. Sabemos que temos que fazer o melhor para a equipe, mas também o melhor para mim e para minha carreira”, disse Massa em coletiva no Circuito Internacional do Bahrein, palco da próxima corrida do campeonato, neste final de semana.

No último domingo, durante o GP da Malásia, Massa recebeu uma ordem pelo rádio para abrir passagem para Bottas, que, na visão da equipe, tinha mais chances de ultrapassar Jenson Button, que estava à frente do brasileiro. No entanto, o ex-piloto da Ferrari preferiu resistir e completou a prova em sétimo lugar, uma posição à frente do companheiro.

Segundo o brasileiro, a relação com o finlandês depois do ocorrido continua a mesma.

“Não acho que (o ocorrido) tenha feito qualquer dano. Quando eu fizer algo que julgar errado, serei o primeiro a pedir desculpas, e a equipe foi a primeira a se desculpar”, destacou.

Sem mais artigos