Respondendo às acusações antitruste da justiça européia, a Microsoft resolveu abrir o código-fonte de alguns de seus softwares. A atitude é parecida com a do rival Google.

A empresa de Bill Gates reconheceu que sistemas abertos como Linux e Facebook são importantes para companhias de software.

A Comissão Européia, no entanto, não se abalou: “A Comissão aplaude qualquer movimento na direção de uma interoperabilidade verdadeira. Mesmo assim, destaca que o anúncio de hoje segue pelo menos quatro anúncios parecidos feitos pela Microsoft no passado sobre a importância da interoperabilidade.”

Sem mais artigos