O PETA (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais, na sigla em inglês) que defende os direitos dos animais com unhas e dentes, não perdoa ninguém que atente contra a integridade física dos bichinhos indefesos. Nem o Mario, o personagem de video game mais famoso de todos os tempos, ficou livre da ira da organização. Tudo porque no jogo mais recente do encanador para Nintendo 3DS, chamado Super Mario 3D Land, o personagem veste a pele de um Tanuki, uma espécie de guaxinim japonês. Segundo a organização, a imagem incentiva as pessoas a terem a mesma atitude.

Apesar de ser apenas uma fantasia no game, o PETA afirma que a ação do personagem passa a mensagem aos jogadores que não é errado usar peles de animais, aprovando que os guaxinins tenham as peles retiradas para a produção de roupa.

Em retaliação ao jogo do Super Mario 3D, o PETA anunciou seu próprio game online, o Super Tanooki Skin 2D, disponível no site oficial da organização, no qual o usuário controla um tanuki que persegue Mario até conseguir recuperar sua pele que foi roubada pelo encanador.

“O Tanooki pode ser apenas um elemento nos jogos de Mario, mas na vida real os tanukis são guaxinins que são esfolados vivos para retirarem as suas peles. Ao vestir o Tanooki, Mario está passando a mensagem de que não há problemas em usar peles.”, disse um dos representantes da organização.

A Nintendo respondeu ao PETA: “Nesses games estão incluídos um sapo, um pinguim e até uma versão metálica do próprio Mario. Estas transformações alegres e extravagantes oferecem ao Mario diferentes habilidades e tornam os seus jogos divertidos de jogar. As diferentes formas que Mario pode tomar não passam nenhum tipo de mensagem além do jogo em si”.

Sem mais artigos